2 de jun de 2011

Infected (2011)

O Hammerfall é uma banda que quase não inova, e esse registro se encaixa muito bem nesse aspecto, a única coisa que mudou foi a lírica e uns sons meios sombrios no inicio das músicas.

O som do Hammerfall perdeu uma coisa pela qual eu tinha afeição que era a lírica mágica e o clima "happy" das suas composições, entretanto o som macabro é um pequeno atrativo para curiosos.

O disco inicia com "Patient Zero" que até começa bem, mas a construção da faixa e de nível primário, entretanto vocês devem saber que essa música não é do Hammerfall e sim do Matt Johnson, e nela só me agrada a voz de Cans.

"Bang Your Head" e "The Outlaw" remetem ao Hammerfall clássico e são bem legais, porém nem tanto (Nota 8 para as duas)

Temos também o primeiro single do disco a música "One More Time" que tem um refrão cativante, e que junto com o clipe se transforma em uma das melhores faixas do cd

O vocal de Joacim me agrada muito devido ao seu belo timbre e a sua pegada melódica, outro que me agrada é o batera da banda que toca muito!

Temos a balada "Send Me A Sign" que tem pouco a oferecer, ressalvas apenas aos vocais do Joacim Cans que demonstra um pouco do seu virtuosismo vocal. Por outro lado temos a excelente "Dia De Los Muertos" que possui partes cantadas em espanhol no seu refrão, além de ser um Speed Metal de primeira.

"I Refuse" e "666 - The Enemy Within" são faixas mais cadenciadas, principalmente a primeira,  e ambas contam com uma ótima atuação do batera. A segunda faz uso de um teclado que aumenta a qualidade da composição, que também é um dos destaques do disco.

Quem sente saudade dos  vocais agudos típicos do Power Metal vai matar a saudade com a "Immortalized" onde Joacim e a dupla de guitarristas arrasa. Outra mais Power e "Lets Get In On" apesar de ter bem menos brilho que a antecessora e boa também.

O disco fecha com a estupendo "Redemption" que começa bem épica e lenta até chegar ao apice com os refrões e o melhor dueto de guitarra do disco e fecha de uma maneira bem bonita, com certeza uma das melhores faixas do disco.

Como eu já disse esse disco não traz nada de novo, mas mostra que o Hammerfall ainda é bem competente executando o seu estilo clássico, entretanto a banda está se estagnando e precisa de uma renovação maior no seu som para o próximo disco

Nota: 8 ********

2 comentários: